Uma reflexão do 07 de Setembro

Independência_ou_Morte

Ontem foi dia 07 de setembro, data em que comemoramos a independência do nosso país. A exatos 196 anos, o então príncipe Dom Pedro, berrava as margens do rio Ipiranga a célebre frase: “independência ou morte”. Daí então, andam dizendo por aí à boca pequena que somos independentes. De lá para cá muito tempo passou, mas pouca coisa mudou. Ainda somos como a velha Pindorama do descobrimento: Tupinambás vs Tupiniquins. Quem perdesse era literalmente jantado (estas tribos eram antropofágicas). Ainda estamos virtualmente inimputáveis por nosso isolamento com o mundo real (vivendo na Matrix) e o desconhecimento das regras do “homem branco”. Me lembra muito o batido conflito direita vs esquerda dos dias de hoje.

Mediante aos fatos citados, estamos sujeitos ao sistema corrupto imposto por nossos colonizadores do presente momento, a saber, nossos amados políticos. Continuamos como o de sempre, dependentes de um independente “Salvador da pátria”.

Ironias à parte, orem por nosso Brasil, em especial no dia de hoje.
Que Deus possa nos proteger, nos acolher, retirar nossa insipiência, e iluminar nossas escolhas daqui para frente. Deus salve o Brasil!

Obs: Não sou do lado A e nem do B, tampouco de Paulo ou Apolo. Não cito nomes e pessoas, mas sim ideias, correntes e posições. Sigo, sempre que possível, o conselho de Paulo a Tessalônica, e espero que façam o mesmo: Examinai tudo, retende o que for bom e afaste-mo-nos de toda forma de mal. Fiel é quem vos chama (o Senhor Deus)

Como é feliz o povo assim abençoado! Como é feliz o povo cujo Deus é o Senhor!
Salmos 144:15

Anúncios